Querida Magaly – poesia

Passam as horas,

Os dias,

Os anos…

Transformam a menina

Em moça bonita,

Cheia de sonhos,

Que guarda em seu coração.

A moça se casa

E logo vira mãe.

Entre fraldas e mamadeiras

Vê seu trabalho dobrado.

Com o peito apertado

Levanta cedo pra trabalhar.

Ao fim do dia volta contente

Para o marido e os filhos reencontrar.

A casa cheia parece não ter

Lugar para todos.

E assim o tempo continua apressado…

Os filhos se vão,

Os netos chegam.

Aquela moça bonita

Dá espaço para uma boa senhora,

Que se transforma em uma avó falante, alegre e espirituosa.

Zela pelo carinho entre o marido, os filhos,

Os netos e os agregados.

Aos poucos torna-se uma querida idosa,

Que com palavras sábias conduz sua família por outras jornadas.

Sua vida entra em uma nova fase.

Mesmo que de uma forma diferente

Ela se fará mais presente sempre…

Nos sonhos, nas lembranças e nas conversas,

Nas telas e peças feitas por suas mãos.

Também estará em seus netos e bisnetos…

Enfim o seu legado é prova

Do tempo que aqui passou.

Um tempo que ela soube aproveitar

E viver intensamente bem

Ao lado da família de que ela tanto se orgulhava!

2011.natal.3

À querida Magaly Malheiros

Um comentário em “Querida Magaly – poesia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s