Educação: Emilia Ferreiro

Unknown-5

Hoje vou falar um pouco sobre um nome que tornou-se referência para o ensino no Brasil: Emilia FerreiroA psicolinguista argentina foi muito além das fronteiras de seu país e conseguiu mostrar ao mundo uma nova forma de enxergar a alfabetização.

Sob a orientação de Jean Piaget, cujo trabalho de epistemologia genética (uma teoria do conhecimento centrada no desenvolvimento natural da criança) foi de suma importância para as pesquisas dos processos de aprendizagem da criança, Emilia não apenas deu prosseguimento a tais estudos, como também investigou os mecanismos cognitivos relacionados à leitura e à escrita.

 Em 1979 Emilia escreveu o livro Psicôgenese da Língua Escrita, em parceria com a pedagoga espanhola Ana Teberosky, que relata suas descobertas sobre os processos de aprendizagem da criança. No Brasil a obra foi publicada em 1984, e rapidamente suas ideias espalharam-se por todo o território nacional levando os educadores ao questionamento dos métodos tradicionais de ensino da lecto-escrita.

Emilia reeditou o papel da criança na própria aprendizagem. E assim o foco da alfabetização deixou de ser o “conteúdo a ser ensinado” para ser o ” aluno”, pois é o sujeito quem constrói o seu conhecimento. Por isso o termo “construtivismo”  tornou-se uma palavra-chave e definitivamente um marco na educação brasileira.

Para o construtivismo, nada mais revelador do funcionamento da mente de um aluno do que seus supostos erros, porque evidenciam como ele “releu” o conteúdo aprendido. 

A ideia é que o conhecimento seja construído gradualmente, com avanços e recuos, de acordo com os esquemas internos de cada criança. Portanto é fundamental respeitar o tempo de cada uma, bem como a ” bagagem ” de conhecimentos que ela já traz consigo, de suas vivências familiares.

O aprendizado da alfabetização não acontece desligado do conteúdo da escrita. Compreender a escrita interiormente significa compreender um código social. E de acordo com Emília, a alfabetização também é uma forma de se apropriar das funções sociais da escrita.

Atualmente Emilia Ferreiro é professora Titular do Centro de Investigação e Estudos Avançados do Instituto Politécnico Nacional, na Cidade do México, onde vive com a família. A psicolingüista está à frente do site http://www.chicosyescritores.org, em que estudantes escrevem em parceria com autores consagrados e publicam os próprios textos.

“Um dos maiores danos que se pode causar a uma criança é levá-la a perder a confiança na sua própria capacidade de pensar”  – frase de Emilia Ferreiro

Fontes de consulta:

– http://pt.wikipedia.org/wiki/Emilia_Ferreiro

– texto de Márcio Ferrari (Nova-Escola)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s