Poesia – Aonde está o seu valor?

Vejo por aí tanta coisa…

Mesmo com os olhos cansados,

Hoje enxergo mais longe.

É triste ter que constatar

Que ainda existem pessoas

Que não se valorizam o suficiente,

Que se coisificam

E esquecem do seu próprio valor.

Valor que não se compra,

Não se dá,

Muito menos se empresta.

Mas que é preciso lapidar

Para encontrar seu verdadeiro brilho.

Há indivíduos que andam pelo mundo

E pensam que desfrutam a vida intensamente:

Viajando, dançando, comendo e bebendo.

Que desatino!

Estes, com certeza, estão cegos.

A beleza do olhar de cada um

Não se engana,

Pois quem não tem o que dar

Já se vê pela falta de brilho no olhar!

Pois bem,

Viver a vida com bom senso e respeito

Pode dar muito trabalho.

Mas é gratificante colher os frutos…

Sentir o prazer,

Um gostinho permanente

De ter feito o que estava ao seu alcance

De um jeito único, especial…

Vale a pena a sensação de

Poder respirar o seu próprio ar

Sem precisar tirar de quem

Caminha ao seu lado.

Saber que não é fácil,

Mas, mesmo assim, persistir…

Acreditar em seu próprio valor

E engrandecer a sua humilde existência!

images

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s