Crica’s favourite XIV – Contra o Tempo – filme

Contra o Tempo é um filme de Duncan Jones, cuja narrativa alucinante não permite ao público desgrudar da poltrona nem por um minuto. Trata-se de uma ficção científica recheada de muito suspense.

Um enredo misterioso que demanda dos seus espectadores muita atenção para que ninguém se perca na riqueza dos detalhes de cada cena de ação. Detalhes estes que podem responder às dúvidas do protagonista Colter Stevens, interpretado por Jake Gyllenhaal.

A história trata de um projeto secreto chamado Source Code, que permite transportar a mente de um homem para o corpo de outro. Stevens é um soldado do exército norte-americano que acorda desorientado dentro de um trem num corpo que não lhe pertence, sem fazer o menor sentido, o trem explode em seguida.

Mais uma vez Stevens acorda e irá descobrir que  está involuntariamente ligado a uma missão secreta. É, então, informado pela oficial militar Collen Goodwin, a atriz Vera Farmiga, que dispõe de apenas oito minutos para identificar o terrorista que explodiu este trem próximo a Chicago, e assim, impedir um novo atentado. Para isso ele terá de viver estes oito minutos, tantas vezes quantas forem necessárias, a fim de montar este “quebra-cabeça” e achar o autor do crime. Stevens ainda se envolverá com Christina Warren, Michelle Monaghan, uma passageira que está sentada a sua frente, mesmo sabendo que não poderá salvá-la.

As cenas de ação imprimem ao filme um ritmo acelerado, e a curiosidade a respeito do projeto, e mais, do que acontecerá com o corpo do soldado, acabam realmente prendendo a atenção de todos. A narrativa, apesar de ser totalmente fantástica, no sentido de incredulidade, é bem costurada.

O filme, mesmo com todo o suspense, nos oferece um final previsível. Realiza o sonho americano de antever um futuro para poder intervir nele. Como se fosse possível evitar um atentado de proporções catastróficas como o de 11 de Setembro.

Mais uma típica história do heroísmo americano, que transforma um soldado, tomado por seu lema maior , que é de salvar a pátria sem se preocupar com ele mesmo, em um herói que só nós, o público, conhecemos a verdadeira identidade. O capitão Stevens, é um soldado emocional, pois ele exterioriza não apenas seus sentimentos em relação aos passageiros do trem, mas também a sua preocupação como filho, em relação ao pai desolado pela sua perda.

Este aspecto de humanidade do personagem, além de enriquecê-lo, faz com que ele ganhe a simpatia do público. E podemos acabar até nos esquecendo que, no fim, a história é muito surreal, mas uma boa opção de filme para assistir no meio de um feriadão.

217058

FICHA TÉCNICA

Título Original: Source Code

Diretor: Duncan Jones

Elenco: Jake Gyllenhaal, Michelle Monaghan, Vera Farmiga, Jeffrey Wright, Russell Peters
Produção: Mark Gordon, Philippe Rousselet, Jordan Wynn
Roteiro: Ben Ripley
Fotografia: Don Burgess
Trilha Sonora: Chris Bacon
Duração: 93 min.
Ano: 2011
País: EUA, França
Gênero: Ficção Científica
Cor: Colorido

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s