Poesia – Nesta noite

Nesta noite sento na cama,

É hora de relaxar, de dormir,

Só que o sono não vem fácil.

Os pensamentos ficam dançando.

Tanta coisa pra dar conta!

Não é da conta de ninguém

o que fiz, o que faço…

Nesta noite não peço nada,

Nem a lua, nem as estrelas.

Apenas rezo por mais um dia que se acaba,

Pelo doce momento de paz

E  até pela dor sentida na véspera.

Nesta noite não vou me perder.

Amanhã chegará depressa

Mais rápido que se pensa,

E quando acordar serei outra

Disposta a recomeçar.

Nesta noite não tenho disfarces,

Nem vaidades, nem subterfúgios.

Sou a minha própria companhia.

Nåo temo mais a profunda escuridão,

Pois sei que a euforia pode ser muito pior.

Nesta noite quero sonhar um sonho bom,

Cheio de cores e sabores.

Sonhar com os meus amores,

De ontem e  de sempre,

Com aqueles que ficaram cravados no coração

E com aqueles que por aqui ainda estão.

São por eles que seguimos adiante,

Com esperança naquilo que virá

Ao encontro dos meus anseios,

Impresso em cada sonho que tenho.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s